02/09/2014

Brasil: Urubici - Serra de Santa Catarina


Perceber que Corpus Christi, em vinte de junho, seria o último feriado de 2014 não gerou qualquer dúvida. Mesmo com a Copa do Mundo acontecendo em Porto Alegre, a decisão já estaria tomada: vamos para a estrada !!!
Não demorou nada para juntar o grupo e estruturar o roteiro da vez: URUBICI, na serra do Estado de Santa Catarina.

URUBICI é uma cidade de cerca de 11 mil habitantes e está a 900 metros do nível do mar. Se localiza no Vale do Rio Urubici, Estado de Santa Catarina, e sua natureza é considerada Patrimônio da Humanidade, pois faz parte da Reserva Mundial da Biosfera da Floresta Atlântica, decretado pelo UNESCO em 1991. A área de Urubici é composta de mais de mil quilômetros quadrados de muita beleza. São atrações para aventureiros e turistas, sobretudo, amantes da natureza!
  
Devaneios de Biela Serra Catarinente
 Mirante de Urubici

Devaneios de Biela Serra Urubici
 Mapa dos pontos de interesse em Urubici


DIA 1:

Dia de deslocamento. Saímos de Porto Alegre pela manhã e seguimos pela BR 101 até Criciúma, onde paramos para arrecadar mais uma passageira desta aventura e fazer uma pausa para o almoço. Em seguida, rumamos à Serra do Rio do Rastro e ao nosso destino final: Urubici.


Devaneios de Biela Serra Urubici
Serra do Rio do Rastro - Santa Catarina


Devaneios de Biela Serra do Rio do Rastro
 Mirante da Serra do Rio do Rastro... incrível!!!


DIA 2:

Após o delicioso café colonial, cheio de bolos e outras coisas gostosas, partimos para a cidade. Primeiro, fomos buscar na ICMBio a autorização de acesso ao Parque Nacional de São Joaquim, já agendada previamente com a nossa pousada.

Urubici - Serra de Santa Catarina
Vista da nossa cabana na Pousada Sítio do Trevo




Depois, passamos pela Secretaria de Turismo para pegar algumas dicas, mapas e definir a programação. Mas foi com o excepcional atendimento do Sesc que tivemos todas as informações necessárias para fazer o nosso dia o mais produtivo possível.

Na impossibilidade de conseguir algum guia ainda disponível para fazer alguma trilha, nos sobrou a opção de explorar atrações de livre acesso aos turistas, sem a necessidade de guia local. E lá fomos nós!


1ª Parada: SERRA DO CORVO BRANCO
Localizada a 30km do centro de Ubirici, anda-se boa parte em estrada de chão. Por entre os paredões de noventa metros passa a rodovia SC 370 em direção à Grão Pará. Porém, somente 600m são pavimentados e não se recomenda andar por ali em dias chuvosos.

Estacionamos logo no acesso à serra e caminhamos pela via para apreciar a linda paisagem!
Devaneios de Biela Serra do Corvo Branco Urubici
Devaneios de Biela Serra do Corvo Branco Urubici
Devaneios de Biela Fotos Paisagem
Devaneios de Biela Fotos paisagem
2ª Parada: CAVERNA RIO DOS BUGRES
Localizada a 11km do centro da cidade, são pequenos túneis conectados que teriam sido habitações indígenas primitivas. Salvo o atendimento muito simpático da menina que controlava o acesso à propriedade (R$ 3,00) a atração deixou muito a desejar. É muita estrada de chão para pouca emoção, pelo menos, para adultos. O senso de humor imperou ali!
Devaneios de Biela Serra Urubici
Devaneios de Biela Caverna Rio dos Bugres
A caverna


Mas o melhor de ir até lá foi encontrar no caminho uma ponte pênsil. Valeu diversão e boas fotos!
Devaneios de Biela Fotos paisagem

3ª Parada: CANHAMBORA CAFÉ
A fome bateu, então, voltamos até a cidade para fazer um lanche. Super recomendo este café! O ambiente é uma graça e os produtos saem no capricho!
4ª Parada:  MORRO DO CAMPESTRE
Distante a 8km da cidade, tem acesso em propriedade privada (R$ 2,00). Os altos da Serra do Campestre atingem 1.380m de altitude e a subida até o estacionamento é em estrada de chão e exige um pouco do carro.
Morro do Campestre
Morro do Campestre
Morro do Campestre
Urubici - Serra de Santa Catarina Morro do Campestre
Morro do Campestre


Vale cada minuto! A subida final é feita a pé e é leve. Diz-se que no Morro do Campestre se tem um dos melhores locais para apreciar as vistas do vale do Rio Canoas e assistir ao pôr-do-sol em Urubici. É uma delícia de lugar!
*   *   *   *   *
Logo que caiu o sol, a temperatura já marcava menos de dez graus. É sempre indicado levar um agasalho a todo o lugar dada a variação que se tem entre dia e noite. Seria mais uma noite gélida. Assim, decidimos ficar pela cidade e adiantar um pouco a hora de jantar.

Decidimos por um rodízio de pizza pertinho de uma lareira no restaurante Ponto da Neve. Ótimo custo benefício!

DIA 3:

No caminho de volta do Morro do Campestre, no dia anterior, recebemos o retorno do Iran, um dos guias que tentamos contato, confirmando a sua disponibilidade para fazer alguma atividade no sábado. Era o que precisávamos!

Nos encontramos às 9h no início da estrada de acesso ao Morro da Igreja e logo tomamos rumo ao nosso ponto máximo do feriado: a TRILHA DA PEDRA FURADA.
A pedra furada está no Parque Nacional de São Joaquim, localizado nos aparados da  Serra Geral e chegando a 1.822m de altitude. É necessária a autorização da ICMBio para acessar, nem que seja, o mirante do Morro da Igreja.
Trilha da pedra furada ecoturismo

A trilha é percorrida por cinco horas e tem grau de dificuldade de moderado a difícil. O primeiro estágio é um pouco mais leve, pois é a subida do morro. O trajeto pode ser úmido e, por vezes, enlamaçado. No segundo, começam algumas dificuldades com a existência de pedras, lama e terrenos escorregadios e íngremes. Em alguns pontos, chegamos a encontrar gelo!
Trilha da pedra furada ecoturismo
 Paisagem logo no início da trilha


Trilha da pedra furada ecoturismo
 Seguindo pelo primeiro estágio


Trilha da pedra furada ecoturismo
 Cuidado: gelo na trilha !!!


O terceiro estágio é o contorno dos cânions em ambiente ainda mais íngreme, algumas vezes em ambiente fechado. É a parte que demandou mais preparo físico.

Trilha da pedra furada ecoturismo
 Terceiro estágio; o contorno do cânion (esq.)


Trilha da pedra furada ecoturismo
Primeira visão da Pedra Furada (ao centro)


Ao fim deste estágio, atingimos o objetivo principal, alcançado o furo da pedra! Por lá, ficamos por aproximados quarenta minutos. Hora de lanchar, descansar e aproveitar ao máximo o sol e todo o visual que nos circundava!
Trilha da pedra furada ecoturismo
O furo da pedra! 


Passado o tempo, voltaríamos pelo mesmo caminho, com pausa para a foto final da nossa conquista!
Trilha da pedra furada ecoturismo
 A Pedra Furada de outro ângulo e já no caminho de volta


Trilha da pedra furada ecoturismo


Do mirante do Morro da Igreja, vislumbramos a Pedra Furada por outro ângulo, agora iluminado pelo dourado do sol, e contemplamos a imensidão distante em tons de azul. Cenário espetacular !
Trilha da pedra furada ecoturismo
 Grand Finale: fim de tarde no Mirante do Morro da Igreja


Foi tudo mágico !!! A friaca da noite anterior deu lugar a um lindo dia de sol, com temperatura amena. Não dava para acreditar que havia chovido muito pouco antes do feriado. O tempo estava limpo e as paisagens livres de qualquer interferência climática.

Trilha da pedra furada ecoturismo
Como terminamos a aventura... felizes!!!


Dica... Para a trilha, é recomendável levar água, lanche e agasalho, pois a temperatura varia bastante. Não se pode esquecer de carregar a bateria da máquina!

*   *   *   *   *


Equipe toda recomposta, fizemos nosso jantar de saideira no famoso e recomendado Paradouro Santo Antônio. O menu escolhido foi parrilla, trutas e os acompanhamentos servidos no buffet (salada e alguns pratos quentes), servidos, claro, ao brinde de uma bela cerveja artesanal! Fechamos a nossa trip de inverno com chave de ouro!!!





DIA 4:


Dia de voltar, com as energias renovadas !!!


-----------------------------------------------------------------------------------------------

Siga o DEVANEIOS no Facebook e no Instagram !

* * *

Precisa de  hotel em qualquer lugar? Acesse o Booking e faça a sua reserva !
O Devaneios é afiliado do site. Você não paga nada a mais por isso, mas contribui com o blog!

13 comentários:

  1. Uma excelente trip !!! Ótimas dicas !!!

    ResponderExcluir
  2. Que lugar liiiiindo e romântico!!! Não conhecia, amei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito lindo lá e foi o lugar que passei mais frio também! Bem bom pro romance! ;)

      Excluir
  3. Uau! Essa Serra é incrível né.
    Nós fizemos um roteiro de Cânions e tivemos o privilégio de conhecer cenários assim... perfeitos!
    Desejando seu roteiro já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro os cânions também! São todos lugares mágicos!

      Excluir
  4. Ahhh que post lindo! Adorei as fotos. Para mim essa rota é um sonho de consumo! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais um destino para colocar na lista!!! ;)

      Excluir
  5. Sabia que esse é um dos passeios que mais tenho vontade de fazer? Morei 3 anos em SC e não consegui tirar um tempinho para a Serra do Rio do Rastro. Me prometi que um dia vou voltar só para fazer esse passeio lindo! Amei o post, amei as fotos! Muito amor por SC!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que vocês consiga visitar a região algum dia. É muito linda mesmo!

      Excluir
  6. Não conheço nada de Santa Catarina! Mas sempre tive curiosidade sobre Urubici pq já vi no jornal né? Quando o inverno chega... hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi o lugar que eu mais passei frio no Brasil! kkk

      Excluir
  7. Nossa, adorei o post... A experiência foi demais, hein? E as fotos, caprichadas... :)

    www.destinomundoafora.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi demais mesmo. Obrigada pela visita! ;)

      Excluir

Comentários são sempre bem-vindos!

Agradeço a visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...