29/08/2017

Museu Egípcio de Curitiba: Múmias e Cultura


Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba

Você sabia que existem duas múmias em Curitiba? Pois isso gera surpresa a muita gente. Elas estão expostas no Museu Egípcio e Rosacruz, que está localizado fora do eixo turístico de Curitiba, mas que vale visitar e levar as crianças, se for o caso. Ao lado do museu está o belo Parque Bacacheri, outra sugestão de lugar para se conhecer na cidade, especialmente em dias de sol ou entardecer.

É bem provável que você já tenha ouvido falar no Museu do Olho (Oscar Niemeyer), uma das atrações mais visitadas em Curitiba, pela sua peculiar e atraente arquitetura principalmente. Entretanto, a cidade oferece várias opções de museus interessantes como o Museu Ferroviário, o Museu do Holocausto e, entre eles, o Museu Egípcio, que trago hoje a vocês!

Conhecendo o museu e a cultura Egípcia

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba

Localizado em uma rua calma de bairro residencial de Curitiba, ao nos aproximar, a arquitetura do prédio chama a atenção. Porém, o museu está do outro lado da rua em um prédio bem mais discreto, que não o da foto que introduz este post. O museu pertence à Universidade Rose-Croix Internacional e é mantido pela Rosacruz, uma organização internacional, mística e filosófica, que objetiva despertar o potencial interior pela busca da verdade com espírito de fraternidade.

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba

A duração da visita pode ser rápida ou levar até duas horas, caso o visitante se interesse em absorver mais da cultura e história egípcia. São três salas de exposição, com réplicas fiéis de objetos ligados ao Egito Antigo, cujos originais encontram-se armazenados e conservados em museus espalhados pelo mundo. 

O tema da exposição de longa duração atual é ‘Literatura no Egito Faraônico’ e a peça principal exposta é uma réplica da estela de roseta, uma pedra, para leigos como eu, ou documento importante para que fosse possível identificar a escrita. Ela está em posição de destaque e, chegando perto, podemos ver que existem inscrições cravadas nela em três escritas distintas. 

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba: estela de roseta
Pedra de roseta

Entrando na primeira sala, pode se apreciar diversas estátuas de deuses e faraós, todas peças muito bem identificadas com os nomes e descrição. As paredes também são aproveitadas para expor painéis com explicações sobre o tema da exposição e outras curiosidades do mundo egípcio.

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba
Busto de Nefertiti, sandálias de Tutankhamon, cálice,
estátua do deus Osiris e réplica de um travesseiro


Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba

A segunda sala é interativa. Além dos objetos ali expostos, tablets estão disponíveis para quem quiser navegar na história e sociedade do Egito.

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba
Princesa, príncipe e um cervejeiro

Na terceira sala, entramos no mundo funerário e da mumificação. Dá pra perceber facilmente a intenção dos organizadores do museu em ensinar e transferir a nós, em detalhes, os costumes da época. Junto aos diversos objetos, conta-se como e para que eram utilizados, como por exemplo os amuletos dispostos no preparo do corpo de um falecido; uma forma de trazer sorte para a vida eterna. Ali também está a réplica da máscara funerária de Tutankhamon e algumas joias lindas de lápis lázuli, a pedra azul que enfeitava alguns faraós.

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba
Réplica de uma múmia e tampo de ataúde (caixão)

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba
Joias lindas: símbolos de renascimento e proteção

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba
Máscaras funerárias dos faraós Tutankhamon e Psusenes I

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba
Vasos onde se guardavam os órgãos durante o processo de mumificação (esq.) e
máscara do deus Anúbis, associado à mumificação e objetos do rito (dir.)

Nessa sala acontece o contato com a primeira múmia do museu: a múmia andina Wanra. Estudos demonstraram que ela teria dois anos e meio de idade. Dá para chegar pertinho e ver detalhes de pés, dedos e outras partes. Só não pode fotografar. Achei incrível!

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba: múmia andina
Múmia andida Wanra 
Créditos: Museu Egípcio e Rosacruz

Mas a peça principal está guardada em uma sala refrigerada, a portas fechadas: a múmia egípcia original de aproximados 2600 anos, chamada de múmia Tothmea. Sua histórica começa pelo Egito, passa pelos Estados Unidos até chegar a Curitiba em abril de 1995, por meio de doação ao Museu Egípcio e Rosacruz. Desde então, a múmia está exposta ao público.

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba: múmia egípcia Tothmea
Sala reservda para a múmia egípcia Tothmea 
Créditos: Museu Egípcio e Rosacruz

Passeio pelo jardim do museu – Bosque Rosacruz

Ao sair do museu e seguir em direção ao jardim, a primeira coisa que chama a atenção é a escultura “O Legado da Esfinge’ e quando acessamos o jardim, propriamente dito, somos surpreendidos com um museu a céu aberto, repleto de significados. 

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba
'Decifra-me ou te Devoro'

Alameda das Esfiges: relembra tanto a importância da arquitetura egípcia, como uma das suas principais festividades, quando era utilizada como via de procissão em festa anual realizada pelos egípcios e que contava com enorme participação popular pela ligação entre o faraó e o deus Amon. As esfinges eram símbolo de proteção, por isso cercavam os templos. As presentes no bosque de Curitiba tiveram inspiração na esfinge do faraó Totmés III, que tem importante ligação com à tradição Rosacruz.

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba
Esfinges do bosque

Ao fundo da alameda, percebemos o enorme Obelisco de Tothmés III. Este tipo de monumento era geralmente disposto aos pares em frente às fachadas dos templos em símbolo de proteção do deus do sol, Ra, e significado de permanência e estabilidade.

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba
Obelisco: história e simbologia

Informações práticas:

Endereço:  Rua Nicarágua, 2641 – Bacacheri - Curitiba
Horário:  Segundas à Sextas-ferias – 8h às 12h e 13h às 17h30
                                Sábados e Feriados – 10h às 17h
                                Domingos – 9h às 12h                          
Preço dos ingressos:  R$ 5,00 inteira ou R$ 3,00 (meia, crianças até 12 anos, idosos, doadores de sangue e pessoas com necessidades especiais)

Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba

Adorei conhecer um pouco mais desse mundo tão diferente e curioso e parabenizo a Instituição pela manutenção deste tesouro que é o Museu Egípcio. E você, já pensou em trazer o Egito um pouco mais para perto? Não deixe de considerar esta atração no seu roteiro por Curitiba!


+ Curitiba e Paraná no Devaneios:

#DevaneiosemCuritiba
Use esta # e veja mais fotos no Instagram
-----------------------------------------------------------------------------------------------

Mantenha-se atualizado! Siga o DEVANEIOS no Facebook e no Instagram !

Precisa de hotel em qualquer lugar? Acesse o Booking e faça a sua reserva com cancelamento grátis !

Precisando alugar um carro? A RentCars te ajuda a comparar valores e optar pela melhor opção. 
Pague em Reais em até 12x e sem incidência de IOF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários são sempre bem-vindos!

Agradeço a visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...